5 curiosidades para conhecer melhor a obra vencedora do VIArtes

Estivemos à conversa com a 560 Architects que nos desvendou alguns dos segredos por detrás da obra “Incha, Desincha e Passa”, que está patente na fachada do ViaCatarina.

Foi em outubro que a obra “Incha, Desincha e Passa” chegou à fachada do nosso Centro. O projeto vencedor da 6ª edição do VIArtes – o concurso de arte pública que o ViaCatarina promove, com o objetivo de reforçar o apoio à criação artística – nasceu das mãos da 560 Architects, que agora nos dá a conhecer algumas curiosidades sobre a obra.

Porquê a cor vermelha para os balões?

O objetivo era que a cor dos balões contrastasse com o cenário e envolvente. Procedemos a diferentes ensaios, sendo que concluímos que o vermelho permitia obter o maior impacto possível e, mais ainda, difundir e refletir a cor nas restantes fachadas e via pública com a retroiluminação dos próprios balões. Afinal, a cor vermelha estimula reações e é também o que se pretende com a instalação de uma obra efémera!

Que tipo de materiais é que usaram e porquê?

Para além de toda a estrutura, rede de ar de baixa pressão, motores e tantos outros elementos de componente técnica, o principal material é o dos balões. Estes foram fabricados em TPU [Thermoplastic polyurethane], que é um material da família dos plásticos de poliuretano e que apresenta sobretudo características de resistência, elasticidade e transparência. Com isto, conseguimos revestir uma fachada com elementos que dilatam, transformam-se a cada segundo e projetam luz.

Quais foram as técnicas de construção?

A implementação desta obra obrigou a sucessivos testes e ensaios para garantir que o resultado era efetivamente o pretendido. De modo a termos uma obra dinâmica, em constante mutação, construiu-se um sistema de ar de baixa pressão, suspenso na fachada de um edifício emblemático da cidade, onde são acoplados centenas de balões e luzes que, de forma orgânica e sucessiva, transfiguram a imagem do espaço público e do ViaCatarina. O impulsionador deste movimento perpétuo é um conjunto de motores que promovem a insuflação e extração de ar em toda a rede e, consequentemente, nos balões.

Quanto tempo é que demorou a desenvolver o projeto, desde a ideia até à implementação?

O projeto arrancou com o lançamento da 6.ª edição do concurso de arte pública VIArtes. Até ao momento da apresentação da proposta, desenvolvemos a parte conceptual e respetivo estudo preliminar para implementação da obra com a definição de materiais e do sistema que suporta o funcionamento da mesma. Logo que recebemos a grande notícia de que éramos os vencedores do concurso, arregaçámos as mangas de modo a garantir que atingiríamos o melhor resultado possível. Desde então, foram longos meses de testes, ensaios e afinações de pormenor.

Porquê o nome “Incha, Desincha e Passa”?

“Incha” e “Desincha”, com a insuflação e extração de ar, promovendo uma fachada orgânica, que se transforma a cada segundo. A iluminação de 318 balões acentua este efeito com a projeção de luz que se expande ou contrai, conforme a dilatação dos balões. “E passa”, repondo, por breves instantes, a fachada original e pré-existente do edifício. Alegoricamente, tudo na vida tem solução!

Categorias
Eventos no ViaCatarina Shopping
Partilhar